Primeiras impressões sobre o Slackware 13.1

27/06/2010

Recentemente instalei o slackware 13.1 em um notebook acer e vou postar aqui, rapidamente o que achei desse release.

Começando pela instalação, como de costume foi simples e rápida. Sem muitas perguntas, em pouco tempo o sistema já estava instalado e pronto para usar. Após uma instalação “full” bastou alterar o arquivo /etc/inittab , setar o defaul runlevel para 4 e reiniciar para iniciar o sistema com o KDE como ambiente de trabalho.

Já logado como usuário normal no KDE, foi preciso configurar o idioma a ser usado, uma vez que o idioma padrão é o inglês.

Uma coisa que ainda incomoda é o akonadi e o nepomuk que, por padrão, são iniciados automaticamente e sempre apresentam uma tela de erro (pelo menos comigo). Mas, basta desativá-los pelo aplicativo de configuração do sistema.

Outra questão ainda problemática é a rede sem fio. Apesar de detectada a placa pelo sistema, ainda não consegui fazer funcionar pelo KDE. E para piorar, o aplicativo de configuração de rede do KDE não funciona, apresentando uma mensagem de erro de parsing de algum arquivo xml (esse erro já é de conhecimento da equipe do KDE mas ainda não foi solucionado).

No mais, só usando o sistema para ir verificando as mudanças da versão. Assim que possível (essa semana ainda) vou instalar o GNOME Slack Build, porque pelo menos no Slackware 12.2 com o GSB a rede sem fio funcionava sem problemas e a configuração era tranquila utilizando um aplicativo do GNOME. Além disso ainda prefiro o GNOME por não ter tantas firulas e por ser mais leve que o KDE.

Aproveitando que já falta menos me um mês para o FISL, já está disponível no site do evento (www.fisl.org.br), a lista das palestras aprovadas, que esse ano foram escolhidas pelos próprios participantes, por meio de votação.


Lançado release estável do Slackware 13.1

25/05/2010

Slackware logo

Lançado release estável do Slackware 13.1


Foi lançado há pouco, a mais nova versão estável do Slackware (13.1):

[…] outro lançamento estável do Slackware está finalmente pronto. Slackware 13.1 está disponível em ambas edições 32-bit x86 e 64-bit x86_64, e traz muitas grandes melhorias, como o KDE SC versão 4.4.3, o Linux kernel 2.6.33.4, uma nova toolchain, bibliotecas atualizadas, e as principais aplicações como Firefox e Thunderbird.

Mais detalhes podem ser encontrados no anúncio oficial e nas notas de lançamento. Para uma lista completa de pacotes incluídos, veja a lista de pacotes.

Por favor considere apoiar o projeto Slackware pegando uma cópia do Slackware 13.1 da loja do Slackware. Os discos estão fora de replicação, mas nós estamos aceitando pré-ordens para o set oficial de 6 CDs e o DVD. O set de CD é o release de 32-bit x86, enquanto o DVD é uma edição especial, com disco de dupla face com o release de 32-bit x86 em um lado e o release de 64-bit x86_64 no outro. E, nós ainda temos camisetas e outros produtos lá, então dê uma olhada. Obrigado aos nossos subscritores e apoiadores por manter o Slackware todos esses anos.

Obrigado de novo à tripulação Slackware, aos desenvolvedores do slackbuilds.org, à comunidade no linuxquestions.org, canais de IRC do Slackware, e todos dos outros que ajudaram com este lançamento.

Divirtam-se e desfrutem dessa nova versão estável.

Pat e a tripulação do Slackware

Fonte: Slackware.com

Para baixar a nova versão, visite http://www.slackware.com/getslack/


Lançado o Slackware 13.0

27/09/2009
Slackware 13.0 Lançado

Anunciado no site oficial, desde o dia 27/08, o lançamento da nova versão do Slackware, a 13.0:

Continue lendo »


Virei fã do Ubuntu + Too many distros…

19/05/2009

Algumas das Distribuições de Linux

Navegando no site da Info, li a matéria do John C. Dvorak, falando porque ele virou fã do Ubuntu. A matéria segue abaixo:

Virei fã do Ubuntu

Milhões gastos com o Windows podem ser economizados

No último mês eu me tornei um grande fã do Ubuntu 8.10 e estou quebrando a cabeça para descobrir por que as grandes empresas ainda não adotaram essa distribuição Linux em todas as suas máquinas. Os milhões de dólares gastos todos os anos com licenças do Windows poderiam ser economizados. E pesquisas do IDC preveem que 2009 será o ano do Linux devido à crise econômica.

Continue lendo »