Instalando o Flash Player + Java + Adobe Connect no Firefox no Slackware

Instalando o Flash Player + Java + Adobe Connect no Firefox no Slackware

Firefox and Slackware LogoNo DVD de instalação do Slackware 13.37 pode ser encontrado o Mozilla Firefox, na versão 4.0 e o Java 6.0 update 25. Mas nada de flash player. Então, quem quiser uma versão mais recente do Firefox e do Java (quando lançadas) e ainda adicionar o suporte ao Flash Player no Firefox, deve fazer a instalação manual destes.

Primeiro, baixe os pacotes nos sites oficiais. O Firefox vem no formato bz2. O Flash vem em um pacote bz. E por fim, o java vem em um arquivo .bin. Aproveitando a instalação dos pacotes, para quem utiliza o Adobe Connect para assistir a webconferências o plugin para o Firefox pode ser baixado do site da Adobe (http://www.adobe.com/support/connect/updaters.html). Oficialmente o Adobe Connect Meeting add-in para Linux vem no formato de pacotes deb.

O primeiro passo é descompactar o Firefox. Basta utilizar o comando abaixo para descompactá-lo:

$ tar xvfj firefox-[versão].tar.bz2

Será criado um diretório “firefox” contendo todos os arquivos necessários para a execução do Firefox. Para permitir a utilização do Firefox recém-instalado para todos os usuários do sistema, convém colocar seu diretório em um local acessível a todos, como o /opt, por exemplo. Para isso, basta executar os seguintes comandos, como root:

Mudar para o diretório onde está o pacote do Firefox:

# cd /path/to/firefox/package

Descompactar o Firefox no diretório /opt:

# tar xvfjC firefox-[versão].tar.bz2 /opt

[versão] é a versão do Firefox baixada

Depois, basta criar um link simbólico para o binário do Firefox:

# ln -s /opt/firefox/firefox /usr/bin/firefox

Depois de executar esses passos, o Firefox está pronto para ser utilizado. É possível que já exista um link para o Firefox, caso este tenha sido instalado junto com o Slackware. Basta remover os links antigos (como root) com o comando “rm /link/to/firefox” antes de criar o novo link. Para testar, basta pressionar ALT+F2 e digitar firefox. Se o Firefox não abrir, abra o terminal e digite firefox (como usuário normal) e veja qual erro será apresentado.

Flash Player Logo

O próximo passo é adicionar o suporte ao Flash no Firefox. Basta descompactar o plugin dentro do diretório “plugins” do Firefox:

# tar xvfzC install_flash_player_[versão]_linux.tar.gz /opt/firefox/plugins

Caso o arquivo baixado tenha outro nome, você deve alterá-lo no comando acima. E se não estiver no formato bz, deve ser alterada ou removida a opção “z” do comando tar. Se o seu Firefox foi instalado em outro diretório, deve ser alterado no comando também.

Para testar se está funcionando, feche o Firefox e abra-o novamente (se estiver em execução) e digite “about:plugins” (sem as aspas). Deve ser apresentada uma lista de plugins e em uma das tabelas, o “Shockwave Flash”.

Você também pode testar se o Flash está funcionando, visitando o site da Adobe (http://www.adobe.com/br/software/flash/about/). Se o Flash estiver instalado com sucesso, deve aparecer uma animação no topo da página com o logo do Flash e a frase “Adobe Flash Player Successfully installed.”. Um pouco mais abaixo, no lado direito, deve ser apresentada uma caixinha com a versão instalada.

O Firefox 4 não cria o diretório “plugins” por padrão, então você pode criá-lo com o comando abaixo:

# mkdir /opt/firefox/plugins

Em seguida, vamos instalar o Java. Vou considerar que está sendo instalado o JDK (para instalar o JRE apenas, troque o jdk por jre onde for Java Logoapresentado). Para instalá-lo, basta executar o seguinte comando, no diretório onde está o pacote de instalação do Java:

$ sh jdk-[versão]-linux-i586.bin

Esse comando instala o java no diretório de onde foi chamada a instalação, para o usuário logado no sistema. Portanto, se quiser instalar o Java para todos os usuários do sistema, faça o mesmo que foi feito para o Firefox, instalando-o no diretório /opt, por exemplo. Para isso, copie o arquivo de instalação para o diretório desejado, como o comando abaixo (como root):

# cp jdk-[versão]-linux-i586.bin /opt

E então, altere o diretório corrente para o /opt:

# cd /opt

E instale o Java:

# sh jdk-[versão]-linux-i586.bin

Será apresentada a tela para o aceite da licença do Java. Você deve aceitá-la para poder instalar. Algumas telas adicionais poderão ser apresentadas mas não são o escopo desse post.

Depois de instalar o Java um dos passos importantes é a definição das variáveis de ambiente que indicarão onde o java foi instalado para que o java funcione corretamente. Se foi feita a instalação para todos os usuários do sistema, altere o arquivo /etc/profile (como root), caso contrário altere o arquivo “.profile” do diretório do usuário (/home/[usuario]/.profile) (como usuário). Vou usar o exemplo do /etc/profile. Antes disso, convém criar um link simbólico para o diretório do java, assim quando for instalada uma nova versão, basta atualizar o link que as variáveis estarão atualizadas:

# ln -s /opt/jdk[versao] /usr/local/bin/java

Com esse comando, foi criado um link simbólico em /usr/local/bin com o nome “java” apontando para o diretório real da instalação do Java. Caso necessário, ajuste as permissões utilizando o chmod.

# vi /etc/profile

Vá até o final do arquivo, altere para o modo de edição, pressionando a tecla “i” e adicione as seguintes linhas:

export JAVA_HOME=/usr/local/bin/java

export PATH=$PATH:$JAVA_HOME/bin

export CLASSPATH=$JAVA_HOME/lib

export MANPATH=$MANPATH:$JAVA_HOME/man

 O diretório que deve ser colocado na variável JAVA_HOME é o diretório bin que fica dentro do diretório criado na instalação do Java. No meu caso, como criei um link simbólico para /usr/local/bin/java, ficou:

export JAVA_HOME=/usr/local/bin/java/bin

Depois de adicionar as linhas acima, saia do modo de edição, pressionando a tecla ESC, salve e feche o arquivo digitando “:wq” (sem as aspas). Após reiniciar o computador, as alterações serão aplicadas.

Para adicionar o plugin do Java no Firefox, crie um link simbólico para o arquivo libnpjp2.so do diretório lib/i386 do jre. Caso tenha sido instalado o JDK no diretório /opt, o local do arquivo é /opt/jdk[versão]/jre/lib/i386/libnpjp2.so. Se foi instalado somente o JRE, o local é /opt/jre[versão]/lib/i386/libnpjp2.so (se foi criado o link para o diretório do Java, como citado acima, o local é /usr/local/bin/java/jre/lib/i386/libnpjp2.so para o JDK). Para criar o link execute o comando (considerando que o Firefox foi instalado em /opt, o comando abaixo deve ser executado como root):

# ln -s /usr/local/bin/java/jre/lib/i386/libnpjp2.so /opt/firefox/plugins

Não deve ser copiado o plugin do java para o diretório do Firefox pois não irá funcionar. Deve ser obrigatoriamente criado um link simbólico.

Se o arquivo citado não for encontrado, localize-o utilizando o comando “locate libnpjp2.so”. Para que o locate encontre o arquivo, digite como root no terminal:

# updatedb

Esse comando irá atualizar o banco de dados de arquivos e poderá levar algum tempo dependendo da quantidade de arquivos criados/adicionados ao sistema desde a última atualização.

Feito isso, teste se o java está instalado, feche e abra novamente o Firefox (se este estiver em execução) e digite “about:plugins” (sem as aspas) na barra de endereços. Deve aparecer uma tabela com o título “Java(TM) Plug-in [versão]”. Você também pode testar se o java foi instalado corretamente no Firefox, vistando o endereço de teste do Java (http://www.java.com/pt_BR/download/help/testvm.xml). Se a instalação foi efetuada com sucesso, deve aparecer um applet informando a versão do Java instalado.

Por fim, vamos instalar o add-in do Adobe Connect. Como dito anteriormente, o add-in é distribuído como pacote deb. Então, teremos que Adobe Connect icondescompactar o conteúdo do arquivo, usando o comando “ar”:

$ ar -x connect_addin_lin_8.deb

Onde connect_addin_lin_8.deb é o arquivo baixado do site da Adobe. Após executar esse comando, são extraídos três arquivos:

control.tar-gz que contém alguns scripts de preparação e pós instalação

data.tar.gz que contém os arquivos binários

debian-binary que contém informações sobre o pacote, como versão e dependências

Os arquivos que precisamos para instalar o suporte ao Connect no Firefox estão no arquivo data.tar.gz. O procedimento é o mesmo que foi feito anteriormente: descompactar o arquivo. Como o arquivo deve ser descompactado para um diretório do sistema, deve-se executar o comando abaixo como root:

# tar xvfzC data.tar.gz /

Ou seja, vamos descompactar o conteúdo do arquivo data.tar.gz para o diretório raíz (/). Como a estrutura interna do pacote contém o diretório usr/local, os arquivos serão descompactados para /usr/local.

Após descompactar os arquivos, é necessário executar o comando que encontra-se no script postinst do arquivo control.tar.gz. Primeiramente, descompacte-o com o comando:

$ tar xvfz control.tar.gz

Em seguida, como root, execute o script postinst:

# sh postinst

Esse script cria os links simbólicos para os arquivos digest.s e connectaddin no diretório home de todos os usuários.

Depois de executar o script, os arquivos utilizados para a instalação podem ser excluídos com o comando “rm nome_do_arquivo”. Para testar o Connect add-in, depois de reiniciar o Firefox, acesse o site:

https://admin.acrobat.com/common/help/en/support/meeting_test.htm

Serão realizados quatro testes:

  1. Versão do Flash Player
  2. Conexão com o Adobe Connect
  3. Velocidade da conexão
  4. Teste do Connect Add-in

O teste mais importante aqui, é o quarto teste, destacado em negrito. Se tudo estiver ok, deve ser apresentada a seguinte tela (clique para amplicar):

Teste do Adobe Connect add-in

O item 4 deve apresentar a mensagem “installed.” e no lado esquerdo, no “Test Results” deve ser informado que você está pronto para conectar à sua reunião no Adobe Connect (You are ready to connect to your Adobe Connect meeting).

Seguindo os passos acima, teremos o Firefox funcionando com os plugins do Flash e Java, além do Adobe Connect para webconferências, rodando no Slackware.

Fonte: descompactando arquivos deb: http://escovandobits.wordpress.com/2008/02/29/extraindo-o-conteudo-de-formatos-deb/

Anúncios

2 Responses to Instalando o Flash Player + Java + Adobe Connect no Firefox no Slackware

  1. Parabéns pelo tutorial. Entretanto estou com um problema. Uso Slackware64-13.37, segui tuas dicas (na real só a parte de instalação do plugin do adobe connect). Tive que instalar mais uns pacotes 32bits pra ele receber o “OK” no site de testes.

    Daí quando vou tentar compartilhar minha área de trabalho, ele abre um popup dizendo que está carregando o adobe connect… e mais nada acontece. Ou melhor, acontece sim, eu caio fora da sala que estava conectado.

    Conseguiste compartilhar tua área de trabalho no Linux? Estás usando slack 32 ou 64 bits?

    Abraço

    • chocolatetech disse:

      Obrigado!
      Quando escrevi esse tutorial, estava utilizando a versão 32 bits e não cheguei a testar o compartilhamento, apenas o acesso às salas virtuais como participante ouvinte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: